Sem competições, mas como uma associação; Primeira Liga se mantém viva no futebol nacional

A próxima reunião da Primeira Liga será no mês de agosto, onde os clubes associados e convidados seguirão debatendo os assuntos tratados nesta terça-feira, em Minas Gerais.

Por Minha Torcida
Compartilhe

Primeira Liga - clubes associados.Primeira Liga - clubes associados.

 

Finalmente clubes colocam um ponto final na "falida" Primeira Liga - torneio esse disputado em formato de copa nos anos de 2016 e 2017. Em reunião realizada na sede do América-MG, em Belo Horizonte, os representantes dos 14 clubes filiados e convidados decidiram por colocarem um ponto final na competição.

Sem a presença do Flamengo - sócio da Liga, a presidência da mesma convidou o Corinthians para a reunião e o mesmo se fez presente. Além deste, representantes do América-MG, Atlético-MG, Atlético-GO, Athletico, Brasil de Pelotas, Ceará, Chapecoense, Criciúma, Fluminense, Grêmio, Internacional, Londrina, Paraná e Vila Nova estiveram presentes. Avaí, Coritiba, Cruzeiro, Figueirense e Flamengo não compareceram.

Com a não realização da competição nesta temporada, a entidade mesmo assim se manterá e passa a trabalhar na criação de uma nova associação nacional de equipes, a fim de cuidar de temas ligados ao futebol, bem como legislação, regularização de negócios e captação de novas receitas.

O encontro entre os clubes se iniciou às 10h e durou cerca de cinco horas. Na reunião, o atual presidente da Primeira Liga - Marcus Salum, explicou que o encontro foi um passo para o futebol brasileiro e para a instituição, servido como um momento de união para melhorias no futebol nacional.

Marcus Salum - Imagem: Frederico Ribeiro.Marcus Salum - Imagem: Frederico Ribeiro.

"Primeira coisa e não organizar mais competições, mas sim colocar foco na organização dos clubes em busca de aperfeiçoamento a legislação nacional do futebol. Especialmente tributária e trabalhista. Isso já existe, mas achamos que podemos contribuir. Busca por novas receitas dos clubes. Já poderíamos ter melhorado essa questão. Vivemos uma ditadura da intermediação dos profissionais do futebol, legislação que pode ser melhorada. Desde a "Lei Pelé" que enfrentamos dificuldade com direitos de jogadores, jogadores esses que são roubados cada vez mais jovens dos clubes. É um trabalho em conjunto", declarou o presidente da Primeira Liga.

A próxima reunião da Primeira Liga será no mês de agosto, onde os clubes associados e convidados seguirão debatendo os assuntos tratados nesta terça-feira, em Minas Gerais.

Torcedor: compartilhe
Siga nas redes
Comentários
Carregar comentários
Assista ao nosso último vídeo:
Inscreva-se no canal