Argel Fucks não é mais treinador do Coritiba

A demissão do técnico veio através de uma nota oficial emitida pelo clube - o comunicado feito ao então treinador foi nesta madrugada de sábado, onde a delegação ainda em São Paulo, não pode retornar a Curitiba.

Por Minha Torcida
Compartilhe

Não deu Argel! Depois de mais um vexame, desta vez pela Copa do Brasil, onde o Coritiba acabou sendo precocemente eliminado da Copa do Brasil na derrota por 3 a 2 sobre o URT, nesta última quinta-feira – a direção do “Coxa” até que tentou manter o seu treinador, mas a pressão por parte de seus conselheiro e por parte da torcida levaram os mesmos a demitir o técnico Argel Fucks nesta madrugada de sexta para sábado.

A gota d’água foi sem sombra de dúvidas a eliminação logo na primeira fase dessa que é uma das competições mais importantes do Brasil e uma das que mais bem premia seus participantes.

Argel Fucks foi demitido ainda junto com a delegação em São Paulo.Argel Fucks foi demitido ainda junto com a delegação em São Paulo.

O anúncio da demissão de Argel veio através de uma nota oficial emitida pelo clube e publicada em seu site oficial – uma vez que o elenco alviverde teve que passar a noite em São Paulo por conta de problemas na volta de Patos de Minas. Para a rodada do final de semana no Campeonato Paranaense, onde o “Coxa” irá encarar o FC Cascavel, pela semifinal da Taça Barcímio Sicupira, o time da capital será comandado pelo auxiliar Matheus Costa.

A atitude da direção do time paranaense na demissão de Argel Fucks – quase três dias após a eliminação na competição nacional, mostra a falta de convicção por parte desta, que tinha como meta fazer com o treinador um trabalho a longo prazo nesta reformulação de sua equipe – algo prometido no final do ano passado.

Mesmo com a “confiança” por parte da direção no trabalho desempenhado por Argel, o ar de insatisfação nos bastidores do clube era muito grande neste início de temporada, ainda mais com os resultados que não vinham. Mesmo com a classificação para as semifinais da “Taça Barcímio Sicupira”, a “empatite” nos últimos jogos em casa no turno, não agradava aos diretores e conselheiros – entre tudo isso, algumas escolhas do treinador incomodavam a esses.

E tudo acabou explodindo com a eliminação da Copa do Brasil – logo em sua primeira fase diante de uma equipe que até então não havia vencido um jogo se quer na temporada e que havia marcado apenas quatro gols durante esse período – lembrando que contra o Coritiba, o URT marcou três gols.

Torcedor: compartilhe
Siga nas redes
Comentários
Carregar comentários