Chapecoense tem dificuldades de encontrar um novo treinador, diz presidente

Emerson Cris deverá comandar o time de forma interina na 30ª rodada da competição.

Por
Compartilhe

Após dispensar Guto Ferreira do comando técnico do time, a Chapecoense encontra certa dificuldade em achar um substituto para o cargo. O nome mais forte até o momento é o de Vagner Mancini, que comandou a equipe na reconstrução do clube após o acidente aéreo na Colômbia.

Entretanto, o presidente do clube catarinense – Plínio David de Nes Filho não confirma nome nenhum no momento, conforme entrevista concedida nesta última terça-feira.

Plínio David de Nes Filho - presidente da Chapecoense.Plínio David de Nes Filho - presidente da Chapecoense.

“Não temos nada ainda. Vamos esperar até o final de semana para ver, quem sabe na quinta-feira posso adiantar alguma coisa. Está complicado. Teríamos vários nomes, mas no perfil que procuramos está difícil. A princípio buscamos alguém até o final do ano, pois temos eleições no clube e temos que ter responsabilidade”, declarou o mandatário da Chape.

A direção da Chapecoense procura alguém que tenha conhecimento do clube para essas nove rodadas que restam no Brasileirão e que possa ajudá-los a sair da “zona de rebaixamento”, visto que o time hoje está na 18ª colocação na tabela de classificação, com 31 pontos, um ponto a menos que o primeiro clube fora da zona da degola – o Vitória.

Para estar matematicamente livre do rebaixamento, o time catarinense precisará nestas últimas rodadas do Brasileirão somar mais 14 pontos, ou seja, obter quatro vitórias e dois empates em nove rodadas – um aproveitamento de 51%, mas até aqui, a Chape só atingiu um aproveitamento de 35%.

A Chapecoense volta a campo pelo Campeonato Brasileiro no próximo domingo, onde encara o Cruzeiro, fora de casa. Em caso de não confirmar nenhum novo treinador até lá, Emerson Cris deverá comandar o time de forma interina na 30ª rodada da competição.

Comentários