O Chelsea anunciou nesta segunda-feira que passará a destinar um número maior em seu estádio para os "portadores de necessidades especiais", destinando assim, mais espaço para os torcedores que utilizam cadeiras de rodas.

Em parceira com a Comissão de Igualdade e Direitos Humanos e a Associação de Torcedores com Deficiência do Chelsea, o clube inglês passará a oferecer 219 locais para os "cadeirantes" no Stamford Bridge.

O Chelsea ainda informou que as mudanças em seu estádio obrigatoriamente irão reduzir a capacidade total do mesmo, passando a ter 800 assentos a menos que o número atual. Os torcedores que serão afetados por essa mudança serão comunicados e terão prioridade na realocação de seus assentos para a próxima temporada.

O clube londrino também prometeu que no projeto de seu novo estádio, a atenção dada aos torcedores com necessidades especiais, será aumentada conforme o tempo, dentro da nova política de inclusão do clube inglês.