De saída? Autuori da prazo a direção do Fluminense para quitar salários com jogadores

Mas já? Atrasos em salários podem implicar em uma provável saída de Paulo Autuori do Fluminense. Dirigente já comunicou ao presidente Abad de sua decisão.

Por
Compartilhe

Dia 31 de janeiro pode ser marcado como o início de mais uma crise no Fluminense – essa é a data em que a “Direção Tricolor” prometeu quitar os salários atrasados com o grupo de jogadores e caso não cumpra, Autuori, que é atualmente o diretor executivo do clube, prometeu pular da “barca”, pois acredita que o clima no elenco ficará insustentável.

Paulo Autuori ocupa atualmente o cargo de diretor executivo do Fluminense.Paulo Autuori ocupa atualmente o cargo de diretor executivo do Fluminense.

Vale lembrar que essa não é a primeira vez que Paulo Autuori tomará esse tipo de atitude – se tomar, claro; em 2013 quando estava no Vasco, viveu situação parecida e da mesma forma que agiu com a direção do Fluminense, agiu na época com a direção vascaína. Pois bem, a direção do clube cruz-maltino não cumpriu com que prometeu e Autuori então cumpriu com que havia prometido, deixando o cargo.

Para cumprir com que prometeu, o presidente Pedro Abad espera poder utilizar o dinheiro da venda de Wendel ao Sporting-POR para aliviar as contas com o elenco de jogadores. O Fluminense aguarda até o próximo dia 31 para receber os 7,5 milhões de euros que tem direito sobre a venda de seu jogador. Porém, a justiça poderá bloquear 30% deste valor para o pagamento de impostos atrasados do clube; caso semelhante ao ocorrido em 2013, quando da venda de Wellington Nem, o que dificultará ainda mais a situação do “Tricolor das Laranjeiras”.

Comentários