A poucas semanas da retomada da Champions League, o presidente da UEFA - Aleksander Ceferin veio a público garantir que todas as partidas da competição e que serão disputadas em Portugal, serão com portões fechados, ou seja, sem a presença dos torcedores e com o mais rígido controle para evitar novos riscos de contaminação da COVID-19.

O comunicado foi dado em entrevista ao site oficial da UEFA, onde Ceferin afirmou que não quer correr qualquer tipo de riscos.

"Você sempre deve ser otimista, e se algo assim ocorrer, você deve ter um plano pronto. Atualmente, jogaremos partidas sem espectadores até novo aviso. Não corremos nenhum risco", declarou ele.

Presidente da UEFA - Aleksander Ceferin
Presidente da UEFA - Aleksander Ceferin

A Champions League tem seu retorno programado para o próximo mês, com sede única, em Lisboa - Portugal. A partir das quartas de final, a competição será disputada em partida única; lembrando que os jogos que ainda restam das oitavas de final do torneio, serão disputados nos países onde os clubes que a disputam são mandantes.

Para finalizar, o mandatário da UEFA declarou que espera cooperação dos clubes para com os jogos das seleções, que serão retomados em setembro.

"As principais partes interessadas tiveram que sacrificar alguma coisa. A UEFA sacrificou parte de sua temporada para permitir a conclusão das ligas domésticas em andamento até o final de julho, com a UEFA concluindo sua própria temporada de competições de clubes 2019/2020 em agosto. As ligas concordaram com isso e a solidariedade dos clubes será igualmente importante para a janela da seleção em setembro", concluiu