Mesmo após ter vencido um jogo decisivo na Champions League, na última quarta-feira, onde derrotou o Liverpool, pelo placar de 2 a 1, na fase de grupos da competição europeia, o Paris Saint-Germain não pode se dizer tranquilo no torneio, muito pelas últimas informações vindas da UEFA, que confirmou nesta última quinta-feira a abertura do processo contra o clube francês e do CSKA Moscou, pelos incidentes ocorridos nesta semana dentro da competição.

O Paris Saint-Germain está sendo investigado por causa de acendimentos de sinalizadores nas arquibancadas do estádio Parc des Princes, durante a vitória sobre o clube inglês, nesta semana, pelo "Grupo C" da Champion League.

Por sua vez, o clube de Moscou acima citado, está sendo acusado pelo lançamento de objetos e invasão de campo por parte de seus torcedores, na partida a qual foi derrotado pelo Viktoria Plzen, da República Tcheca, pelo placar de 2 a 1, no estádio de Luzhniki, pelo "Grupo G" da competição.

Os dois "atos" serão julgados no dia 13 de dezembro pela Comissão de Controle, Ética e Disciplina da UEFA; em caso de serem condenados, os dois clubes podem se complicar e muito na Champions League, podendo até mesmo serem excluídos da competição mais importante do "Velho Continente".

Na Champions League, o PSG que está colocado no "Grupo C", após a quinta rodada, está na vice-liderança de sua chave, com oito pontos, um a menos de a líder Napoli. Já o CSKA Moscou, é o lanterna em seu grupo e com quatro pontos ganhos, não tem mais chance de classificação a próxima fase da competição.