UEFA não agirá contra Sergio Ramos no caso Salah, afirma jornal

Sergio Ramos, do Real Madrid é acusado por torcedores egípcios de ter agido intencionalmente contra Salah, do Liverpool.

Por
Compartilhe

A UEFA anunciou nesta manhã de terça-feira que não existe a menor possibilidade de punir Sergio Ramos pelo lance envolvendo Salah, na final da Champions League, no último final de semana, em Kiev, na Ucrânia.

A informação foi publicada pelo jornal espanhol “Mundo Deportivo” e na matéria a entidade afirma que não irá aplicar qualquer tipo de sanção para o caso de conduta grave não visto pela arbitragem. Na ocasião, o zagueiro Sergio Ramos e o atacante Salah disputam a bola aos 24 minutos da etapa inicial, onde o zagueiro segura o egípcio pelo braço, o puxando junto rumo ao gramado, que acaba caindo em cima do ombro esquerdo – o mesmo teve diagnosticado entorse no local e está realizando tratamento intensivo para estar apto para disputar a Copa do Mundo.

Sergio Ramos e Salah disputam a bola, em lance que tirou o atacante do Liverpool de campo, na final da Champions League.Sergio Ramos e Salah disputam a bola, em lance que tirou o atacante do Liverpool de campo, na final da Champions League.

Devido à lesão de seu principal jogador, torcedores egípcios fizeram uma petição pela internet nesta última segunda-feira, onde pediam junto a FIFA e a UEFA, uma punição ao zagueiro espanhol do Real Madrid. Sergio Ramos foi duramente criticado por supostamente travar propositalmente o braço direito de Salah, impedindo assim do jogador se proteger na queda.

Mas não foram somente os torcedores egípcios (comuns) que não gostaram da atitude do zagueiro espanhol; um advogado egípcio entrou com uma ação contra Sergio Ramos, pedindo 1 milhão de euros de indenização. Na acusação, Bassem Wahba alega que o zagueiro teve intenção “real” de lesionar Salah, o que teria causado danos psicológicos ao atacante do Liverpool e a todo povo do país africano.

 

Mais sobre: uefa sergio-ramos salah
Comentários