Portugal pode atrapalhar os planos do Reino Unido de levar a grande final da Champions League para a "terra da rainha". Sim, segundo informações do jornal "The Times", membros do governo do Reino Unido e da UEFA realizaram uma reunião nesta segunda-feira - 10 de maio, onde encontraram alguns impasses para a decisão ser realizada em Wembley, com isso, cresce a chance dessa voltar a ocorrer em Portugal.

Concordando com a saída da grande final da Champions League - de Istambul, na Turquia, a UEFA pediu ao Reino Unido que esse criasse isenções nas regras de isolamento social para facilitar a participação de pelo menos 2 mil pessoas envolvidas neste confronto, algo que aparentemente não fora aceito pelo governo local.

Portugal na parada

Diferentemente da Turquia e do próprio Reino Unido, Portugal está em "zona verde" para a COVID-19, sem a necessidade de torcedores que viajarem para a grande final, terem que passar por um período de quarentena ao retornar a Inglaterra, desta forma, Lisboa e Porto aparecem como fortes concorrentes a sediarem a finalíssima da Champions League, entre Chelsea x Manchester City, a ser realizada no final deste mês.

Vale lembrar que a UEFA pretende abrir o estádio desta decisão aos torcedores, com a presença de até 25% da capacidade do estádio que for sediar esse jogão; sempre cumprindo com todos os protocolos de saúde exigidos pelas entidades locais.

Agora resta saber qual país conquistará o direito de sediar a grande final da Champions League - temporada 2020/2021 e se essa realmente vai sair de Istambul, na Turquia; Inglaterra x Portugal; façam suas apostas!