Remotas, mas existem! Estamos falando da pequena possibilidade da partida entre Real Madrid x Chelsea - pela Champions League, de não ser realizada. A informação é da TV eslovena "24urs", que destacou que Aleksander Ceferin - presidente da UEFA voltou atacar Florentino Pérez - presidente do Real Madrid e mentor da Superliga Europeia, que deu muito "pano pra manga" nesta semana.

Declaração do presidente da UEFA

Durante sua entrevista ao canal acima citado, Ceferin foi questionado sobre possíveis punições aos 12 clubes que tiveram a iniciativa de criar a liga já aqui citada, onde o mandatário da UEFA garantiu que haverá consequências e ao dar essa resposta, o mesmo foi logo perguntado especificamente sobre o que ele se referia; então o mesmo respondeu o seguinte:

"O fato é que a temporada está em curso e que as emissoras de TV reclamariam se não jogássemos a semifinal da Champions. No entanto, há uma possibilidade relativamente pequena de que o jogo entre Real Madrid e Chelsea não seja realizado na próxima semana. Porém, no futuro será diferente", declarou ele, garantindo que a UEFA irá se resguardar de novas ameaças contra o futebol num futuro.

Semifinalistas da Champions League - 2020/2021

Dos quatro semifinalistas, apenas o Paris Saint-Germain não se rebelou contra a UEFA e contra a FIFA, os demais participantes, todos eles estavam envolvido nesta "novela" chamada "Superliga Europeia". Dos três restantes, Chelsea e Manchester City desistiram formalmente de participarem desta ideia, no entanto, Florentino Pérez, presidente do Real Madrid segue acreditando neste projeto, onde o presidente da UEFA não perdeu a chance para criticar a postura do espanhol.

"Ele quer um presidente que o obedeça, que o escute e faça o que ele pensa. E eu trato de fazer o que creio que é bom para o futebol europeu e mundial. Não quer um presidente como eu? Esse é um incentivo maior para eu ficar" disse o mandatário da UEFA.

Para finalizar, Aleksander Ceferin garantiu que a relação com esses clubes "dissidentes" nunca mais será a mesma, apesar da grande maioria ter desistido do projeto e ter pedido desculpas a entidade máxima do futebol europeu.

"As portas da UEFA estão abertas, e ao mesmo tempo todos terão que sofrer consequências de suas ações. Creio que todos esses clubes são parte da UEFA, mas, claro, nunca voltarei a ter uma relação pessoal com certas pessoas. Sempre posso separar isso" finalizou.

O duelo pelas semifinais da Champions League entre Real Madrid x Chelsea está marcado para ocorrer na próxima terça-feira, em Madrid, às 16h; já o duelo entre PSG x Manchester City deve ocorrer na quarta-feira da mesma semana, no Parque dos Príncipes.