A entidade máxima do futebol brasileiro, mais conhecida por CBF, anunciou nesta última quinta-feira um novo auxílio financeiro de R$ 15,8 milhões que serão destinados aos clubes com menor capacidade de geração de renda, e que formam a base para suas competições.

A decisão foi tomada pela dificuldade desses clubes ainda enfrentarem problemas financeiros por conta da pandemia da COVID-19. A mesma compreenderá 136 clubes que disputam as Séries C e D do Brasileirão e o Campeonato Brasileiro Feminino A1 e A2.

Cada equipe dessas séries irá receber valores semelhantes e iguais entre elas - os mesmos recebidos em 2020. No entanto, esses recursos deverão ser destinados exclusivamente para o cumprimento das obrigações do clube com seus atletas, não podendo ser utilizada em outros fins.

Recursos destinados as Federações

Além dos valores a serem repassados a esses clubes menores, a CBF também destinará uma verba de R$ 120 mil como apoio para cada Federação Estadual, para que essas possam organizar seus torneios locais.

Somados todos esses recursos, a CBF deve repassar mais de R$ 19 milhões ao fomento do futebol brasileiro.

Veja o que determina a CBF

  • Para os 68 clubes da Série D, o auxílio será de R$ 120 mil para cada, num total de R$ 8.160.000,00.
  • Para os 20 clubes da Série C, o auxílio será de R$ 200 mil, num total de R$ 4.000.000,00.
  • Para os clubes da Série A1 Feminina - do Brasileirão, o auxílio individual será de R$ 120 mil, totalizando R$ 1.920.000,00.
  • Para os 36 clubes da Séria A2 Feminina - do Brasileirão, será destinado R$ 50 mil para cada clube, num total de R$ 1.800.000,00.
  • Para as Federações Estaduais, o auxílio será de R$ 120/cada, num total de R$ 3.240.000,00.