No aguardo! Essa é a atual situação no futebol paulista. Depois da Federação Paulista de Futebol e representantes dos quatro grandes de São Paulo se reunirem com o prefeito da cidade, os mesmos agora aguardam por uma sinalização do órgão publico para poderem retomar os treinos em seus centros de treinamentos, assim como declarou o presidente do Corinthians - Andrés Sánchez.

"Viemos entregar o protocolo da flexibilização, mas as autoridades irão discutir. O futebol não volta sem autorização. Só de terem nos recebido, perfeito. Agora tem que aguardar o "OK". Queremos voltar o mais rápido possível, mas não tem prazo para resposta, pode ser amanhã, sábado ou segunda. Eles vão ter a reunião deles na parte sanitária".

Nesta última quinta-feira o prefeito de São Paulo - Bruno Covas recebeu o Protocolo de Retomada Gradual dos Treinos, onde ele prometeu que irá analisar o documento nos próximos dias antes de anunciar uma decisão.

"O que apresentamos é que voltaríamos em grupos de quatro, cinco, é só treinamento, sem bola. Eles já estão 90 dias parados, são atletas de alto rendimento. Na Europa, percebemos que os times voltaram com muitas contusões", concluiu o presidente corintiano.

Com a não liberação por parte do poder público aos treinos, o RedBull Bragantino se vê prejudicado, uma vez que já tinha retornado as atividades com o aval da prefeitura de Bragança Paulista e como ficou acordado, as equipes só voltarão às atividades assim que todas forem liberadas para tal - objetivo neste acordo é não prejudicar nenhum clube envolvido com o Paulistão.