Após o RedBull Bragantino furar as determinações do governo paulista e retornar aos treinamento sem a devida liberação e ter gerado polêmica com os demais clubes que disputam a Série A 1 do Paulistão, a Federação Paulista de Futebol em conjunto com os 16 clubes que compõe o torneio em questão, participaram de uma nova reunião virtual, onde decidiram elaborar um protocolo único para que todos os times possam retornar a trabalhar após a paralisação por conta do novo Coronavírus, onde aguardam a partir de agora por um parecer do Governo Estadual até a próxima terça-feira.

Vamos salientar aqui que o RedBull Bragantino retomou as atividades sob autorização da Prefeitura de Bragança Paulista - onde o clube está sediado; iniciando assim as atividades em campo com seus atletas - seguindo um protocolo apresentado pelo executivo municipal. No entanto, os demais clubes que disputam o Paulistão 2020 seguem com seus elencos realizando treinamentos individuais e em isolamento social.

Assim sendo, na videoconferência realizada nesta última sexta-feira entre a FPF e os clubes participantes do Campeonato Paulista - Serie A 1, ficou decidido que os clubes encaminharão novamente ao governador João Doria e as suas respectivas Prefeituras, uma nova proposta para a retomada das atividades nas cidades em que ainda não foram liberados.

Através de uma nota publicada nas redes sociais - a FPF informou que o novo protocolo deverá prever a testagem em todos os profissionais, com a retomada gradual dos treinamentos, iniciando com atividades individuais e em ambientes abertos.

O Paulistão 2020 foi paralisado no dia 16 de março, quando restavam apenas duas rodadas para finalizar a fase de grupos - o motivo todos já sabem. Uma nova reunião da FPF com os representantes dos 16 clubes do Campeonato Paulista está marcada para as 11h da próxima terça-feira, para reavaliar a situação de um possível retorno.