A decisão do Paulistão deste ano começou sem gols. Em partida muito equilibrada e com marcação forte dos dois lados, São Paulo e Corinthians não saíram do empate sem gols no Morumbi. 

Para a partida, o técnico Cuca escalou o tricolor paulista com: Thiago Volpi no gol; Hudson, Arboleda, Bruno Alves e Reinaldo na defesa; Luan, Everton, Igor Gomes, Antony e Everton Felipe no meio campo; Gonzalo Carneiro no ataque.

Já o Corinthians, apostou em um time mais defensivo, escalando o time com: Cássio no gol; Fágner, Manoel, Henrique e Carlos Augusto na defesa; Ralf, Júnior Urso, Ramiro, Jadson e Clayson no meio campo; Gustavo no ataque.

PRIMEIRO TEMPO

Na primeira etapa, os dois times não tiveram muita criatividade no ataque, muito por conta dos sistemas defensivos do adversário. A cabeçada de Arboleda, já no fim do primeiro tempo, foi a chance mais emocionante. O sistema defensivo do Corinthians, implantado pelo técnico Fábio Carille, impossibilitou que os jogadores responsáveis pelas articulações das jogadas no São Paulo não tivessem nenhum espaço.

SEGUNDO TEMPO

A entrada de Hernanes, na vaga de Gonzalo Carneiro, fez com que o São Paulo fosse mais agudo, e por vezes, deixasse mais espaços para o Corinthians. Por conta disso, o número de oportunidades criadas aumentou. Aos 12 minutos, Hernanes deu belo chute de perna esquerda, mas Cássio voou bonito para fazer a defesa. Com 27 minutos, Antony cruzou, mas Nenê pegou mal na finalização. Aos 36 minutos, Henrique cabeceou sozinho após cobrança de escanteio, mas sem direção. Aos 39 minutos, Luan chutou forte, e após desvio na defesa, a bola quase entrou no gol. No último lance, a grande polêmica do jogo. Em lance na área, o VAR entrou em ação para revisar um possível pênalti de Hudson em Henrique. Depois de 4 minutos de espera, nada foi marcado. Fim de jogo, e empate sem gols no Morumbi