Corinthians vence clássico contra o Palmeiras com lance polêmico

Um lance capital da partida, teve expulsão do goleiro Jailson por entrada feia em Renê Júnior.

Por
Compartilhe

Como não poderia ser diferente, o Derby entre Corinthians e Palmeiras foi recheado de lances de gols, jogadas bonitas, golaço e claro, lances polêmicos. A partida válida pela nona rodada do Campeonato Paulista lotou a Arena Corinthians no sábado de tarde para ver a "sensação" do ano, o Palmeiras - invicto até o clássico - contra um Corinthians que também vem bem no regional. Os corintianos saíram de campo com o 2-0; destaque para Rodriguinho - que marcou um golaço - e Jadson, que perdeu um pênalti.

Tinha tudo para ser um ótimo jogo; e foi, até certo momento do segundo tempo. Na primeira etapa o Corinthians teve suas chances, bem como o Palmeirasm, que construiu oportunidades com Borja e Lucas Lima. No entanto, aos 39 minutos, o Timão trocou passes durante mais de um minuto até a bola sobrar para Rodriguinho, que aplicou uma finta para tirar dois adversários e marcar um golaço.

Rodriguinho marcou um golaçoRodriguinho marcou um golaço

Já no segundo tempo, Borja teve nova oportunidade depois do belo passe de Lucas Lima, mas Cássio foi experiente para sair do gol e dividir com o atacante palmeirense. 

Aos 14 minutos do segundo tempo o lance capital do jogo. Em jogada do Corinthians o cruzamento para Renê Júnior teve a intervenção perigosa do goleiro Jaílson, a jogada seguiu teve o chute do zagueiro Henrique para fora. Só que na dividida, o goleiro do Palmeiras ergueu o pé e acertou as travas da chuteira na coxa do adversário, abrindo - literalmente - dois buracos. O árbitro Raphael Claus, que permitiu que a jogada seguisse, foi comunicado por um de seus assistentes da falta cometida por Jaílson no lance e marcou o pênalti. Depois se aproximou de Renê Júnior no chão, avistou o machucado e prontamente sacou o cartão vermelho para o guarda-redes palmeirense.

Raphael Claus demorou a marcar o pênaltiRaphael Claus demorou a marcar o pênalti

Óbvio, a decisão atrasada da arbitragem gerou muito reclamação por parte dos jogadores do Palmeiras. Na cobrança do pênalti, já com Fernando Prass no gol, Jadson mandou a bola para fora. 

Leia também:

O ábitro Raphael Claus comentou o lance depois do jogo:

"Aconteceu uma dividida forte, dentro do campo. Visualizo uma dividida entre Jailson e Renê. Tenho uma sensação de impacto, mas sem convicção pra marcar. A jogada continua, numa situação iminente de gol. Quando a bola sai, eu me aproximo do Renê e vejo dois buracos na coxa do Renê. Quando visualizo, tenho uma noção de que foi uma entrada com as travas da chuteira e convicção de que teria de ser expulso, por força excessiva. O jogo não havia sido reiniciado e tinha de marcar a penalidade".

Renê JúniorRenê Júnior

Já o goleiro Jailson foi categórico: "Sei que posso ser punido, mas passaram a mão de novo aqui dentro, todo jogo é assim! Vou ser punido, mas tenho de falar: passaram a mão de novo na gente".

Depois do lance, o Corinthians permaneceu melhor no jogo e teve pelo menos mais três chances de gol. Mais a frente, Rodriguinho entrou na área fazendo fila e foi derrubado por Dudu; novo pênalti, desta vez convertido por Clayson.

O jogo terminou em 2-0 para o Corinthians, que agora pega o Santos no dia 04 de março, no estádio Pacaembu. O Palmeiras enfrenta o São Caetano na segunda que vem, dia 05.  

 

Comentários