Como não poderia ser diferente, o Derby entre Corinthians e Palmeiras foi recheado de lances de gols, jogadas bonitas, golaço e claro, lances polêmicos. A partida válida pela nona rodada do Campeonato Paulista lotou a Arena Corinthians no sábado de tarde para ver a "sensação" do ano, o Palmeiras - invicto até o clássico - contra um Corinthians que também vem bem no regional. Os corintianos saíram de campo com o 2-0; destaque para Rodriguinho - que marcou um golaço - e Jadson, que perdeu um pênalti.

Tinha tudo para ser um ótimo jogo; e foi, até certo momento do segundo tempo. Na primeira etapa o Corinthians teve suas chances, bem como o Palmeirasm, que construiu oportunidades com Borja e Lucas Lima. No entanto, aos 39 minutos, o Timão trocou passes durante mais de um minuto até a bola sobrar para Rodriguinho, que aplicou uma finta para tirar dois adversários e marcar um golaço.

Já no segundo tempo, Borja teve nova oportunidade depois do belo passe de Lucas Lima, mas Cássio foi experiente para sair do gol e dividir com o atacante palmeirense.

Aos 14 minutos do segundo tempo o lance capital do jogo. Em jogada do Corinthians o cruzamento para Renê Júnior teve a intervenção perigosa do goleiro Jaílson, a jogada seguiu teve o chute do zagueiro Henrique para fora. Só que na dividida, o goleiro do Palmeiras ergueu o pé e acertou as travas da chuteira na coxa do adversário, abrindo - literalmente - dois buracos. O árbitro Raphael Claus, que permitiu que a jogada seguisse, foi comunicado por um de seus assistentes da falta cometida por Jaílson no lance e marcou o pênalti. Depois se aproximou de Renê Júnior no chão, avistou o machucado e prontamente sacou o cartão vermelho para o guarda-redes palmeirense.

Óbvio, a decisão atrasada da arbitragem gerou muito reclamação por parte dos jogadores do Palmeiras. Na cobrança do pênalti, já com Fernando Prass no gol, Jadson mandou a bola para fora.

O ábitro Raphael Claus comentou o lance depois do jogo:

"Aconteceu uma dividida forte, dentro do campo. Visualizo uma dividida entre Jailson e Renê. Tenho uma sensação de impacto, mas sem convicção pra marcar. A jogada continua, numa situação iminente de gol. Quando a bola sai, eu me aproximo do Renê e vejo dois buracos na coxa do Renê. Quando visualizo, tenho uma noção de que foi uma entrada com as travas da chuteira e convicção de que teria de ser expulso, por força excessiva. O jogo não havia sido reiniciado e tinha de marcar a penalidade".

Renê Júnior

Já o goleiro Jailson foi categórico: "Sei que posso ser punido, mas passaram a mão de novo aqui dentro, todo jogo é assim! Vou ser punido, mas tenho de falar: passaram a mão de novo na gente".

Depois do lance, o Corinthians permaneceu melhor no jogo e teve pelo menos mais três chances de gol. Mais a frente, Rodriguinho entrou na área fazendo fila e foi derrubado por Dudu; novo pênalti, desta vez convertido por Clayson.

O jogo terminou em 2-0 para o Corinthians, que agora pega o Santos no dia 04 de março, no estádio Pacaembu. O Palmeiras enfrenta o São Caetano na segunda que vem, dia 05.

Campeonato PaulistaFinal
31/03 - 16:30 - Arena Corinthians
COR 0 x 1 PAL
08/04 - 16:00 - Allianz Parque
PAL 0 x 1 COR Pen  (3 x 4)
Ver tabela completa