Sem um plano oficial, mas com uma data em mente para retornar com o estadual, o Rio Grande do Sul já conta com um detalhamento completo para a volta do futebol aos gramados - desde a data de reinício do Gauchão, aos estádios que poderão receber esses jogos. Isso tudo claro, desde que a flexibilização que já tem uma semana chegue a 15 dias com resultados positivos e satisfatórios.

No estado do Rio Grande do Sul hoje são contabilizados cerca de 203 mortes por conta do novo Coronavírus, seis nas últimas 24 horas. Desta forma, a Federação Gaúcha de Futebol tem como ideia colocar em discussão uma data para o retorno dos jogos, se a estabilidade do vírus for melhorando gradativamente. Essa data que citamos neste parágrafo, é o dia 14 de julho.

Se pegarmos outros estados com a COVID-19, por exemplo, o Rio de Janeiro, nas últimas 24 horas houveram 256 óbitos e a federação de futebol do referido estado trabalha com o retorno do futebol aos gramados no dia 14 de junho, ou seja, daqui a pouco mais de duas semanas e um mês antes que os gaúchos.

Voltando ao projeto de retorno do futebol no Rio Grande do Sul, a FGF tem como ideia adotar apenas seis estádios com sede desses jogos finais do estadual - todos eles na região metropolitana de Porto Alegre e Serra - aqui entrariam os seguintes estádios: Beira-Rio, Arena do Grêmio, Estádio Centenário, Alfredo Jaconi, Estádio do Novo Hamburgo e o Estádio de São Leopoldo.

Se isso se confirmar, os clubes como: Brasil de Pelotas, Pelotas, São Luís de Ijuí e Ypiranga de Erechim, teriam que se deslocar para uma das duas regiões sugeridas pela FGF para jogar suas partidas restantes no Gauchão 2020.

Mesmo com o governo do estado abrindo os Centros de Treinamentos para que os clubes que disputam o Gauchão possam treinar e se prepararem para um possível retorno, apenas a dupla Grenal e o São José vem realizando atividades, outros clubes como Caxias e Juventude devem retornar na próxima semana. O Pelotas já avisou que será o último a retomar suas atividades para diminuir custos com salários de seus atletas.

Dentro do planejamento da entidade máxima do futebol no Rio Grande do Sul, a ideia é realizar as três últimas rodadas da fase de classificação nos dias 14, 17 e 21 de julho. Com isso, oito times estariam eliminados já na segunda semana e apenas quatro clubes decidiriam o segundo turno do Gauchão 2020 - se o Caxias não chegar à final e conquistá-la, a decisão do estadual deverá ser decidida em jogo único, a ser realizado no início de agosto.

Tudo isso que declaramos acima, dependerá da aprovação dos 12 clubes participantes do Gauchão 2020, mas principalmente do sucesso de flexibilização do governo estadual.