Jael brilha e Grêmio atropela o Internacional no Grenal 414

Centro-avante marcou golaço de falta e deu passe de ombro para o terceiro gol. Tricolor encaminhou a classificação para a semifinal do campeonato Gaúcho.

Por
Compartilhe

O GreNal é sempre imprevisível. Mesmo depois da vitória em pleno Beira-Rio no domingo passado, nem o mais apaixonado pelo Grêmio cogitaria uma nova vitória tão contundente. Sabe-se, no entanto, que o Tricolor vive melhores momentos nos últimos anos. Apesar disso, o Internacional se manteve firme na marcação durante praticamente todo o primeiro tempo; cedeu no fim e viu um segundo tempo dominado completamente pelo time da casa - 3-0 foi o placar final com ótima atuação de Jael.  

Leia também:

Os mais de 45 mil torcedores na Arena puderam ver uma partida diferente daquela vista no Beira-Rio, pela última rodada da fase classificatória do Gauchão; nos primeiros minutos o Inter buscou o resultado e só parou em Marcelo Grohe, depois de uma cabeçada de Rodrigo Dourado. Mais tarde, Patrick tentou surpreender o goleiro do Grêmio com uma cabeçada de longe, mas Grohe novamente estava lá para salvar seu time. Dali em diante o que se viu foi um Grêmio praticando uma de suas virtudes, a troca de passes sem pressa e um Internacional recolhido em seu campo e efetivo na marcação. Quando o jogo se aproximava do intervalo, no entanto, o Grêmio encontrou uma brechinha para abrir o placar.

A trama passou pelos pés de Leo Moura, Maicon, Luan, Ramiro, até chegar na conclusão de Everton. Uma belíssima jogada que até poderia dar um placar injusto para a primeira etapa. 

Everton marcou seu primeiro gol do anoEverton marcou seu primeiro gol do ano

Na volta do intervalo o jogo mudou. O Inter precisava sair para o jogo a fim de evitar nova derrota, mas foi então envolvido pela troca de passes do Grêmio e viu de perto o centro-avante Jael marcar um golaço de falta. O segundo gol dava ainda mais tranquilidade para o time da casa trabalhar a bola e ainda deixou os jogadores do Inter sem alternativas.

Jael marcou golaço de faltaJael marcou golaço de falta

Para piorar tudo (para o Inter), Jael ainda presenteou Arthur com um passe de ombro, deixou o companheiro livre para se aproximar do gol e bater na saída do goleiro Marcelo Lomba. Este foi o primeiro gol de Arthur pelo Grêmio em 2018 - ele ainda está voltando ao ritmo de jogo após a lesão sofrida na final da Libertadores de 2017. 

Arthur beija o escudo tricolor na comemoração do terceiro golArthur beija o escudo tricolor na comemoração do terceiro gol

O Internacional ainda tentou uma reação, de novo com Rodrigo Dourado, mas a bola chutada pelo volante colorado "explodiu" no peito do arqueiro gremista.

É inegável que a "faca e o queijo" estão nas mãos do Grêmio e o Internacional precisará de muito mais para reverter o placar na próxima quarta-feira, no Beira-Rio. 

O que falaram jogadores e técnicos

Jael, autor de um belo gol de falta, comentou que sempre treinou e marcou gols por onde passou: "Tenho certeza que o único clube que não fiz gol de falta na minha carreira foi o Flamengo, não tinha como. Tinha Thiago Neves, Ronaldinho. Não tinha como encostar na bola (risos). Em todos os outros eu fiz. Hoje saiu o primeiro pelo Grêmio. Espero que seja o primeiro de muitos", destacou. 

Já o técnico Renato Gaúcho comentou o jogo, mas garantiu que não está nada decidido: "Eu posso concordar se você perguntar se o Grêmio foi mais time que o Internacional nos primeiros 45 minutos no Beira-Rio e nos 90 de hoje. O futebol está cheio de surpresas. Não é pelo placar de 3 a 0 que o Grêmio está garantido. Não há dúvida que o Grêmio foi melhor nesses Gre-Nais, mas não estamos garantidos na próxima fase", disse Renato.

Renato abraça Jael após golaço de faltaRenato abraça Jael após golaço de falta

Pelo lado colorado, o treinador Odair Hellmann reconheceu a superioridade gremista: "No início do segundo tempo, houve demora para entrar no contexto do jogo. O gol não saiu na pressão. Mesmo quando as coisas estavam mais estabilizadas, o Grêmio não deixou de ter o domínio. No primeiro tempo, estávamos bem na marcação, com as linhas fechadas. Houve um pequeno vacilo no fim do primeiro tempo. Eles (Grêmio) têm paciência para construir. Tentaram, tentaram. Talvez, se não tivessem achado (o primeiro gol), seria outra história. Mas o "se" não entra no futebol. Foi 3 a 0. Isso é bem claro" – analisou.

O capitão D'alessandro também comentou a fase dos dois times e deseja uma vitória em casa na quarta: "Clássico tem que ganhar, não jogar bem. Precisamos ganhar quarta para dar uma vitória ao torcedor. Já passamos muito tempo por momentos felizes. Hoje a fase é outra. Há uma reestruturação. Há sequelas dos últimos anos e demorará. Estamos aqui para ajudar. Sei que o torcedor está chateado, nos cobrará e xingará amanhã no treinamento. Passei momentos bons, com o torcedor comemorando, mas hoje precisamos deles. Poderíamos perder qualquer jogo, menos o Gre-Nal. A fase é outra. Trabalharemos para poder ganhar quarta e dar uma vitória ao torcedor. Jogar bem. Se classificar, melhor. Caso contrário, pensar no Brasileiro, que não será fácil"

D'alessandro se viu preso na marcação gremista e pouco pode fazerD'alessandro se viu preso na marcação gremista e pouco pode fazer

O jogo da volta será realizado nesta quarta-feira, no estádio Beira-Rio, às 21h45. Para se classificar o Inter precisa de quatro gols de diferença, se o Grêmio marcar gols, a situação fica ainda mais complicada. Se devolver os 3-0, a vaga será disputada nos pênaltis.  

Comentários