O Flamengo iniciou já vencendo a final do segundo turno do campeonato carioca, pelo menos fora de campo. O Rubro-Negro foi liberado a transmitir a final da Taça Rio, nesta quarta-feira, às 21h30, quando irá encarar o Fluminense. Mesmo o tricolor das laranjeiras tendo o mando do jogo e o direito de transmissão da partida - visto que conseguiu a liberação por parte da Rede Globo que se negou a levar o duelo para TV - a decisão de Marcelo Jucá, presidente do Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro/STJD, permite também ao Flamengo transmitir a partida final pela Taça Rio pelo seu canal hoje à noite.

A decisão de deixar o Flamengo também transmitir a partida gerou reclamações por parte do presidente do Fluminense - Mario Bittencourt, que utilizou as redes sociais para fazer duras críticas a Federação de Futebol do Rio de Janeiro - FERJ.

Em um de seus post, o mandatário tricolor colocou um "passo a passo" de como tem sido a discussão de transmissão da final da Taça Rio, nesta quarta-feira, às 21h30, no Maracanã.

"A FERJ furta a transmissão do Fluminense, assim como os que furtam sinais de TV, criando neste episódio a "GATOFERJ", comentou Bittencourt, onde ele postou a sua fala com uma imagem de uma antena com um gato sobre ela, como pode ser visto abaixo.

Postagem do presidente do Fluminense em uma de suas redes sociais
Postagem do presidente do Fluminense em uma de suas redes sociais

Após derrotar o Flamengo no sorteio de mando de campo da decisão da Taça Rio, o Fluminense logo em seguida havia anunciado que faria a transmissão do clássico válido pela final da Taça Rio em seu canal oficial pelo YouTube - a FLUTV, de forma aberta e gratuita a todos que quisessem acompanhar.

Porém, logo após o anúncio do Flu, a Procuradoria do Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro moveu uma ação para que o Flamengo também tivesse o direito de transmitir a final pelo seu canal no YouTube.

Em outro post, Mário Bittencourt publicou o seguinte sobre o direito de transmissão da final da Taça Rio:

"No despacho do Presidente do TJD, ele solicita que os clubes (Flamengo e Fluminense), e a própria FERJ, se manifestem no processo até as 11h da manhã, para que depois possa "repassar a bola" para um colega cometer a atrocidade de conceder um direito que não é do Flamengo, e mais, que a Justiça Desportiva não tem competência para julgar, posto que tal demanda já está sendo debatida pela própria FERJ na justiça comum".

Vale lembrar que a Globo seria a grande responsável pela transmissão deste jogo, mas como abriu mão de seu direito, deu ao Fluminense autorização para tal e aí que entra a reclamação dos Tricolores, uma vez que o clube em questão já tinha oficializado a FERJ que faria a transmissão do jogo, em razão da autorização da Globo, ressaltando que tanto o Vasco, como o Flamengo, já haviam transmitido seus jogos em suas plataformas digitais nas rodadas passadas, onde eram os mandantes.

Briga de gente grande nesta decisão da Taça Rio - tanto dentro das quatro linhas, como também fora delas - o clássico Fla-Flu promete