Mesmo tendo o Fluminense como o único clube descontente com um possível retorno ao gramados, a Federação de Futebol do Rio de Janeiro - FERJ convocou nova reunião para o próximo sábado, às 15h, onde neste encontro do Conselho Arbitral irão através de uma videoconferência debater os seguintes temas:

- Protocolo Jogo Seguro - para as partidas complementares do Campeonato Carioca;

- Assuntos pertinentes à conclusão do Grupo Z;

- Outros assuntos pertinentes às partidas complementares do Campeonato Carioca passíveis de discussão por decisão preliminar favorável da maioria;

- Escolha dos indicados pelos clubes para a composição do TJD.

Campeonato Carioca - 2020 - imagem: arquivo
Campeonato Carioca - 2020 - imagem: arquivo

Vale aqui ressaltar que nesta última terça-feira, o Fluminense foi o único clube a não participar da reunião da Comissão Médica Provisória. Além do Tricolor das Laranjeiras, o Botafogo é outro contrário a volta imediata do Campeonato Carioca, no entanto, participou desta reunião aqui citada.

Nesta mesma reunião, a FERJ em conjunto com os clubes da Série A do Campeonato Carioca debateram a produção do Protocolo Jogo Seguro, que definirá o futuro do torneio. Até o momento nenhuma data foi definida para a retomada dos jogos, porém, algumas decisões já foram tomadas, como por exemplo, a utilização de três estádios para a continuidade do campeonato estadual: Maracanã, São Januário e Nilton Santos (Engenhão). Os jogadores que ficarem no banco de reservas terão que manter uma distância de segurança e a comissão técnica presente no gramado também será reduzida. Já a imprensa terá acesso ao palco das partidas com apenas um repórter por veículo de comunicação.

Entre os clubes da Série A do Campeonato Carioca, Flamengo e Bangu retornaram as atividades no final de maio, após a liberação da prefeitura, já o Madureira e o Boavista iniciaram trabalhos de retomada no fim desta semana passada. O Vasco chegou a marcar sua reapresentação, mas voltou atrás após alguns casos de Coronavírus confirmado. O Fluminense ficará em "quarentena" pelo menos até o dia 15 de junho e o Botafogo ainda não resolveu quando irá retornar as atividades.