Depois de voltar a vencer na Série B - do Brasileirão, logo na reestreia de Felipão a frente do comando técnico do time, o Cruzeiro agora se prepara para mais uma batalha na competição - batalha essa que se vencer, poderá tirá-lo da zona de rebaixamento.

Sim, o Cruzeiro com apenas uma vitória sob o comando de Felipão, já vê um clima mais otimista com relação à segunda divisão do Campeonato Brasileiro, onde neste final de semana irá encarar o Náutico, às 16h de domingo, no estádio dos Aflitos, em Recife; a partida será válida pela 18ª rodada e contará com transmissão pela TV Globo.

Mesmo com certo otimismo nos bastidores da "Toca da Raposa", essa terá que tomar cuidado com o Náutico, que também vem de um resultado positivo na última rodada, ao bater o Oeste por 1 a 0, no entanto, com uma campanha irregular, assim como o time mineiro, a partida deste domingo ficará aberta, sem um franco favorito para vencê-la.

Enquanto o Cruzeiro ocupa a 18ª colocação na tabela geral, com 16 pontos, o Náutico é apenas o 15º, com 18 pontos, podendo ser inclusive ultrapassado pelo time mineiro em caso de derrota nesta próxima rodada - no confronto direto entre as duas equipes. Vale lembrar que o Cruzeiro iniciou a campanha na Série B - do Brasileiro com menos 6 pontos por conta de uma penalização da FIFA.

Em sua última coletiva, Felipão destacou bem o momento do Cruzeiro, evitando falar em briga pelo acesso a Série A de 2021, onde segundo ele, a missão neste momento é de tirar o Cruzeiro da "degola": "Estou com o barro no pescoço. Estou la embaixo. Primeiro temos que sair donde estamos. E ainda faltam muitos jogos, muita qualidade, muito treinamento e muitos pontos para que a gente possa sair desta situação. Primeiro, entendo que devemos fazer isso jogo a jogo, ponto a ponto, objetivo por objetivo".

Projeções

O Cruzeiro que chegou a estar na 17ª colocação na tabela de classificação, mas acabou caindo mesmo com a vitória para o 18º lugar; segundo o Departamento de Matemática da UFMG, conta com apenas 1,4% de chance de se classificar a Série A - do Brasileirão, já seu risco de queda para a Série C, segue em 38,9%. Lembrando que a meta para subir é de algo em torno de 64 pontos, ou seja, a equipe de Felipão ainda precisa somar 48 pontos dos 63 a serem disputados.