Atenção! A Procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva irá sim, analisar se houve alguma infração disciplinar por parte da direção do Flamengo na tentativa de adiar o confronto diante do Palmeiras, no último domingo. Lembrando que a indefinição quanto à realização do jogo se estendeu até minutos antes da bola rolar, marcado para as 16h deste último domingo.

A informação é do site "Lei em Campo" e a mesma fora confirmada pelo site "Lance", onde a análise do STJD será em referência ao artigo 231 - do Código Brasileiro de Justiça Brasileira, que se refere em "pleitear, antes de esgotadas todas as instâncias de Justiça Desportiva, matéria referente a disciplina e competições perante o Poder Judiciário, ou beneficiar-se de medidas obtidas pelos mesmos meios por terceiros".

Se for comprovada qualquer irregularidade neste quesito, o Rubro-Negro corre sério risco de ser excluído do Brasileirão - Série A e ainda terá que pagar uma multa de R$ 100,00 a R$ 100.000,00.

Lembre o caso:

O Flamengo que teve boa parte de seu elenco contaminado com a COVID-19 solicitou o adiamento da partida contra o Palmeiras junto a CBF, que recusou. Após essa recusa, o clube em questão entrou com uma ação junto ao STJD, que também recusou. Só que neste meio tempo, o Sindeclubes entrou com uma ação cível pública no TRT-RJ solicitando o adiamento da partida. O Tribunal em questão aceitou o pedido do sindicato - do qual é presidido por José Pinheiro dos Santos - funcionário da segurança do Flamengo.

No domingo - dia do confronto, o Saferj pediu o adiamento do duelo e o Superior Tribunal de Justiça negou o recurso da CBF pela realização deste jogo - mantendo o jogo em suspensão. O TRT ainda proibiu o Flamengo de treinar, jogar e viajar por 15 dias, acatando ação do Sindicato de Atletas do Rio de Janeiro - Saferj.

No entanto, a decisão final veio através do Tribunal Superior do Trabalho - TST, que deferiu o pedido da Confederação Brasileira de Futebol e cassou a liminar do TRT-RJ e permitiu a liberação da partida por volta das 15h50. Com isso o jogo diante do Palmeiras pode ser realizado.

Tendo essa partida realizada no domingo, o mesmo sindicato que pediu o seu adiamento, solicitou a desistência da ação. Já a ação movida pelo Saferj foi extinta pelo juiz; assim, o Flamengo manteve sua programação normal no "Ninho do Urubu".

O Flamengo que voltou a treinar normalmente na última segunda-feira após a extinção do processo, encara nesta quarta-feira o Independiente del Valle, pela quinta rodada da fase de grupos da Libertadores, fora de casa.