A briga pela transmissão do Brasileiro 2020 está boa! Com a nova Medida Provisória-984 aplicada pelo Presidente da República - Jair Bolsonaro, a transmissão dos jogos da primeira rodada do Campeonato Brasileiro poderia ser realizada por qualquer emissora que o clube mandante tivesse interesse, no entanto, a Rede Globo abriu um processo para evitar que a Turner tenha esse poder - pelo menos envolvendo clubes da qual a Globo tem contrato assinado.

Dias depois de ter anunciado a tabela detalhada do Brasileirão 2020, a Confederação Brasileira de Futebol divulgou que as transmissões poderão seguir a MP, contrariando a Globo. Salientando que a MP-984 em questão salva o poder de transmissão de seus jogos aos clubes mandantes - antes disso era necessário um acordo entre as duas equipes envolvidas no confronto.

Entendendo que a nova legislação não tem validade para contratos já assinados, a Globo busca seus direitos na justiça e essa "novela" promete muitos capítulos no decorrer desta temporada, visto que alguns advogados e juristas concordam com a emissora e outros discordam. Assim, a empresa norte-americana decidiu que irá exibir os jogos dos clubes mandantes com quem tem contrato, mesmo que os visitantes sejam assinantes da Rede Globo.

Briga entre gigantes pela transmissão do Brasileirão 2020
Briga entre gigantes pela transmissão do Brasileirão 2020

Atualmente a Globo tem contrato com os seguintes clubes para a transmissão do Campeonato Brasileiro 2020:

TV aberta, fechada e Pay-Per-View (Globo)

Atlético-GO, Atlético-MG, Botafogo, Corinthians, Flamengo, Fluminense, Goiás, Grêmio, São Paulo, RedBull Bragantino, Sport e Vasco

TV aberta e Pay-Per-View (Globo)

Bahia, Ceará, Coritiba, Fortaleza, Internacional, Palmeiras e Santos

TV Fechada (Turner)

Athletico, Bahia, Ceará, Coritiba, Fortaleza, Internacional, Palmeiras e Santos

O Furacão, ou seja, o Athletico tem ainda acordo fechado com a Rede Globo para a transmissão de seus jogos na TV aberta.