Como todos sabem, ficou decidido na última semana em uma videoconferência entre os representantes dos clubes da Série A e B do Brasileirão, que o Campeonato Brasileiro deste ano deverá manter a fórmula de competição atual, desde que consiga-se iniciar a mesma até o dia 1º de julho.

Com todos os torneios até aqui em andamento paralisados, devido ao Coronavírus; lembrando mais uma vez Campeonato Brasileiro iniciaria em maio, mas devido a esse problema de saúde que estamos todos nos enfrentando, a Confederação Brasileira de Futebol e os clubes, a pedido do Ministério da Saúde interromperam a temporada e consequentemente a estreia da principal competição nacional.

Se manter a mesma fórmula e iniciando o Brasileirão em julho, teremos a conclusão das 38 rodadas no final de dezembro.

Clubes brasileiros.
Clubes brasileiros.

Nesta mesma reunião realizada na última semana, ficou decidido que os clubes colocariam seus elencos e demais profissionais em férias, que deverão ser iniciadas na próxima quarta-feira, dia 1º de abril - alguns clubes darão um prazo de 20 dias, já outros irão oferecer a seus funcionários e jogadores os 30 dias corridos.

Tal medida tomada - aqui no caso das férias coletivas é justamente para evitar neste momento um corte nos salários de todos, que poderá ser realizado se dentro desses 30 dias o futebol brasileiro não puder voltar a sua "normalidade"; aqui entenda a volta dos jogadores a preparação física e não propriamente dito ao "futebol em campo".

Com relação aos "estaduais", a CBF deixou a cargo das federações decidirem num primeiro momento o que fazer - muitas dessas, já estudam a possibilidade de anularem as competições neste ano.

Agora é aguardar para ver em que pé ficaremos com o caso do Coronavírus quando os jogadores retornarem de suas férias, a partir do dia 21 de abril ou 1º de maio.