Ceará pede anulação da partida diante do São Paulo no STJD

Indignado com a não marcação de pênalti diante do São Paulo, o clube nordestino foi ao STJD para pedir a anulação da partida do último domingo.

Por Talis Andrey de Mello
Compartilhe

Indignado com a não marcação do pênalti na partida diante do São Paulo no último domingo, o Ceará foi ao STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) nesta quarta-feira e pediu a anulação do jogo contra o tricolor paulista, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro. 

De acordo com nota do tribunal, o Ceará "questiona o erro na não marcação de um pênalti do goleiro Tiago Volpi no atacante Felippe Cardos". Dessa forma, o Vozão entende que "a partida deve ser anulada por erro de avaliação das regras do desporto por parte da arbitragem".

"Baseado no artigo 84 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva o Ceará ingressou com pedido de impugnação de partida e destacou que o Volpi agiu intencionalmente para interromper a jogada de Felippe Cardoso com nítido intento de abalroar com o jogador adversário, deixando de se direcionar à defesa da bola. Ainda de acordo com o clube, ato contínuo, o árbitro decidiu, em contato com o VAR, não marcar a penalidade sem revisar a jogada", prossegue o comunicado.

qq

"Para o Ceará o erro não pode ser considerado interpretativo, mas sim 'um erro claro de avaliação das regras do desporto por parte da arbitragem, o que demandaria obrigatoriamente uma revisão de lance, a qual foi suprimida absolutamente, erro que precisa ser corrigido por esta Justiça Desportiva'", completa.

A equipe de Fortaleza ainda pediu "a disponibilização dos áudios da conversa entre o árbitro principal e os de vídeos para confirmar que houve orientação do cometimento de erro grave por parte do árbitro e que, mesmo assim, em falha procedimental, o lance da penalidade questionada não foi revisto".

Torcedor: compartilhe
Siga nas redes
Comentários
Carregar comentários
Assista ao nosso último vídeo:
Inscreva-se no canal