Já foi? Depois de mais uma derrota, agora diante do Vitória no último final de semana, pela 29ª rodada do Brasileirão, Guto Ferreira foi demitido da função de treinador da Chapecoense. O comunicado foi feito nesta manhã de segunda-feira.

Após perder por 1 a 0 para o Vitória, em casa, neste último domingo, a Chape voltou a "zona de rebaixamento" no Brasileirão e com isso a direção resolveu tomar uma medida e Guto Ferreira acabou sendo o escolhido, ou seja, o treinador foi mandado embora.

No comando do time catarinense, Guto Ferreira esteve à frente da equipe em 13 jogos na Série A e Copa do Brasil; destas partidas, o treinador obteve quatro vitórias, um empate e oito derrotas - um aproveitamento de 33,33% nessa sua segunda passagem pelo clube.

Contratado para substituir Gilson Kleina, Guto não conseguiu fazer a equipe do oeste catarinense reagir a má fase. Posterior a eliminação na Copa do Brasil diante do Corinthians, a Chapecoense no Brasileirão seguiu o caminho dos maus resultados, tanto que o treinador deixa a equipe na 17ª colocação na Série A, com apenas 31 pontos conquistados em 29 rodadas.

Vale lembrar que essa é a segunda passagem de Guto Ferreira pela Chape, a primeira foi em 2015, quando no ano seguinte conquistou o título de Campeão Catarinense e esteve ele a frente da equipe na primeira partida "internacional" oficial do clube, pela Copa Sul-Americana - na ocasião ele comandou a equipe em 51 jogos, tento obtido na época um aproveitamento de 56,2%. Em 2016 ele deixou a equipe para assumir o comando técnico do Bahia, onde posteriormente deixou o time baiano para assumir o Colorado - sendo demitido a três rodadas do final da Série B, no ano passado.