CBF poderá utilizar o VAR na reta final do Brasileirão, diz dirigente da entidade

“A CBF está analisando sobre o caso e parece que está se reunindo para tomar uma decisão sobre a utilização do VAR nesta reta final do Brasileirão. Isso irá depender única e exclusivamente da cúpula da entidade", diz o coordenador do VAR.

Por
Compartilhe

Parece que as reclamações dos clubes que disputam a Série A, do Brasileirão estão surtindo efeito. Falo a respeito dos últimos erros de arbitragem, onde a Confederação Brasileira de Futebol – CBF comunicou nesta semana que está analisando a possibilidade de usar o “árbitro de vídeo” na reta final da competição.

Em entrevista em um hotel de Belo Horizonte, onde hoje a noite ocorrerá à primeira decisão da Copa do Brasil, entre Cruzeiro e Corinthians, Manoel Serapião Filho falou a respeito da utilização do VAR no Campeonato Brasileiro.

“A CBF está analisando sobre o caso e parece que está se reunindo para tomar uma decisão sobre a utilização do VAR nesta reta final do Brasileirão. Isso irá depender única e exclusivamente da cúpula da entidade. Estamos prontos. À medida que a CBF decidir, estamos preparados. Basta que tenhamos os equipamentos. Vou sair daqui e vou para São Paulo exatamente para treinar mais uma equipe de árbitros para quando a CBF quiser colocar em todos os jogos da Séria A, ainda esse ano se assim desejar, estaremos prontos”, declarou o coordenador do sistema de árbitro de vídeo no Brasil.

Bassols é um dos árbitros treinados para o VAR.Bassols é um dos árbitros treinados para o VAR.

Vale lembrar que o VAR já é utilizado nesta parte final da Copa do Brasil, desde a penúltima fase da competição. Desde sua implementação, o sistema vem da mesma forma sendo alvo de polêmicas por causa de uma falta em Edu Dracena, do Palmeiras, em cima do goleiro Fábio, do Cruzeiro, nas semifinais da Copa do Brasil. No lance, o árbitro Wagner Reway paralisou o lance antes do término da jogada, que terminou com o gol do zagueiro Antônio Carlos, para marcar falta em Dracena.

Já para Serapião, o árbitro não errou no lance, onde para ele da mesma forma não comprometeu a utilização do sistema.

“No dia em que o árbitro de vide da CBF cometer um equívoco, seremos os primeiros a falar. Sabemos que existem equívocos na arbitragem, a comissão informa no site da CBF que aquela decisão foi equivocada por tais fundamentos. Assim vai ser com o árbitro de vídeo”, finalizou ele.

Em análise junto com a comissão de arbitragem da CBF, os mesmos entenderam que Wagner Reway acertou ao paralisar o lance, uma vez que o goleiro Fábio soltou a bola e a partir deste momento iniciou uma nova jogada, que poderia, por exemplo, ter uma falta em cima do zagueiro Antônio Carlos, e não o gol, como de fato ocorreu.

 

Comentários