Treinador do Bahia faz duras críticas a CBF e ao calendário de futebol brasileiro

"Tem clubes pedindo para o atleta não ser convocado. Absurdo isso. Como a gente pode pensar num atleta não ser convocado para a seleção", declarou Ederson Moreira.

Por
Compartilhe

Depois de empatar em 2 a 2 com o Grêmio fora de casa – em Porto Alegre, o treinador do Bahia – Ederson Moreira faz duras críticas ao futebol brasileiro, onde o mesmo diz que “pensam pouco no espetáculo”.

Treinador do Bahia não poupo ao falar da CBF e do calendário brasileiro do nosso futebol.Treinador do Bahia não poupo ao falar da CBF e do calendário brasileiro do nosso futebol.

Durante a sua entrevista coletiva pós-jogo, onde o Bahia cedeu o empate ao Grêmio depois de estar vencendo a partida por 2 a 0, Ederson Moreira mesmo sendo cauteloso, não teve receio ao responder uma pergunta a respeito do calendário brasileiro.

“Posso aqui falar bobagem. Mas vou falar como profissional que sou e acho que vivo disso, tenho o maior respeito pelo futebol. Acredito que a CBF pensa pouco na competição. Ela pensa... E acho que não só a CBF. Têm muitos interesses, quem paga, tem muita coisa... A gente pensa pouco no espetáculo. Os clubes não têm unidade nenhuma. Infelizmente. Cada um quer puxar para o seu lado. “Se eu ganho mais aqui, que se dane o outro”. Nós não entendemos que, se a gente equilibrar as receitas um pouco melhor, como o futebol inglês está fazendo, daqui a pouco nós vamos ter um campeonato espanhol aqui. Isso é bacana para quem? Para quem compra? Para quem vê? Ver um campeonato em que vai acontecer só isso?”, declarou ele.

Aproveitando a oportunidade, o técnico do Bahia também comentou sobre a resistência que alguns clubes tem tido sobre seus jogadores convocados, muito em virtude do calendário do futebol brasileiro. Ederson Moreira ainda falou que por muitas vezes o treinador torce para não ver seu jogador convocado, para que assim sua equipe não seja prejudicada em partidas importantes. Lembrando o Cruzeiro, que não terá nas finais da Copa do Brasil, o uruguaio Arrascaeta, convocado para os próximos amistosos de sua seleção.

“Quem comanda o futebol, será que pensa só no sentido do Campeonato Brasileiro? Pensar em quantas datas, o que é melhor... Temos partidas na data-FIFA. Temos jogos do Campeonato Brasileiro. Temos jogadores que irá desfalcar equipe em fase decisiva de Libertadores, Copa do Brasil, para poder estar na seleção. Não dá. Qual o privilégio? O clube começa a gostar daquilo que a gente não acredita. É melhor não convocar. Tem clubes pedindo para o atleta não ser convocado. Absurdo isso. Como a gente pode pensar num atleta não ser convocado para a seleção, um clube pedir, a valorização que é o reconhecimento, a mídia, aquilo que agrega de valor ao atleta e ao clube. Só que nós estamos começando a ir no sentido contrário. Nós não queremos, porque vai fazer diferença ali na frente... Nós não conseguimos pensar o futebol. No Brasil não tem ninguém que pense”, finalizou o técnico do Bahia.

Ederson Moreira acredita que o calendário brasileiro de futebol interfere diretamente na qualidade do futebol apresentado em campo, mas mesmo assim ele faz questão de mostrar confiança no poder da superação do seu time e garante que irá lutar para que a sua equipe supere as dificuldades e venha a ainda a conquistar grandes coisas.

Comentários