Ameaçado no cargo depois de um mal resultado pela Bundesliga na última rodada, onde o Bayern de Munique viu a distância entre o primeiro colocado - Borussia Dortmund aumentar, o técnico dos "Bávaros" comunicou aos jogadores nesta última segunda-feira que fará no dia de hoje, a sua última partida como treinador da equipe, diante do Benfica, na Alemanha, pela Champions League.

Niko Kovac, segundo o jornal alemão "Bild", fez nesta última segunda-feira uma reunião com o elenco e na oportunidade responsabilizou alguns atletas pelos maus resultados neste início de temporada. Em um discurso bastante forte, o croata apontou o dedo em direção às velhas estrelas do plantel dos "Bávaros", declarando-os como os grandes responsáveis por sua saída e cobrando dos mesmos, que após o seu último jogo, eles mudem de atitude a ajudem o Bayern de Munique a melhorar no Campeonato Alemão e nas demais competições que terão pela frente, na atual temporada.

As palavras do técnico croata, segundo o diário alemão, não pegou nada bem entre os jogadores, que ameaçaram perder a partida para o Benfica, nesta terça-feira.

Kovac assumiu o comando técnico do Bayern de Munique em julho deste ano e desde então não conseguiu manter a hegemonia do seu time no futebol alemão. Em 12 jogos disputados pela Bundesliga, os "Bávaros" ocupam apenas a quinta colocação, com seis vitórias, três empates e três derrotas. Por outro lado, na maior competição futebolística da Europa, o Bayern de Munique é líder no Grupo E, com 10 pontos - dois a mais que o vice-líder Ajax; o Benfica (adversário desta terça-feira) ocupa a terceira colocação, com 4 pontos conquistados, em quatro rodadas. O AEK Atenas é o lanterna do grupo, com nenhum ponto somado até aqui.

O nome mais cogitado a assumir o comando técnico do Bayern de Munique é o de Arsène Wenger; ex-treinador do Arsenal.