Vendo o Real Madrid se distanciar na tabela de classificação de LaLiga nesta volta após a paralisação por conta da pandemia da COVID-19, a direção do Barcelona que ao mesmo tempo ainda sonha com o título espanhol, já inicia a montagem de seu elenco para a temporada 2020/2021, onde irá tentar buscar o protagonismo no futebol europeu e para isso estuda a possibilidade de repatriar um velho conhecido - não, não é Neymar.

O clube catalão sonha com a volta de seu antigo comandante técnico - Pep Guardiola, que é o favorito caso Quique Setién deixe o cargo ao final da atual temporada, conforme destaca o jornal inglês "Daily Express".

Segundo o diário, a punição imposta pela UEFA ao Manchester City poderá ser um peso para o futuro do treinador, uma vez que existe a real possibilidade do clube inglês ser banido da Champions League pelos próximos dois anos - o que seria catastrófico para o City.

Guardiola em seu último jogo pelo Barcelona em 2012 - imagem: arquivo
Guardiola em seu último jogo pelo Barcelona em 2012 - imagem: arquivo

Vale salientar que Pep Guardiola possui contrato assinado com os ingleses até o fim de junho de 2021, com isso em um ano ele já estará livre no mercado. Mesmo assim, após a perca da Premier League para o Liverpool, o futuro do comandante técnico do Manchester City segue indefinido.

Quando esteve à frente do Barça - entre os anos de 2008 a 2012, Guardiola conquistou três Campeonato Espanhóis, duas Champions League e dois Mundiais de Clube.

Voltando ao Barcelona atual, mesmo estando no comando técnico da equipe a bem pouco tempo, Quique Setién já sofre com pressão interna, inclusive por parte dos jogadores, que após o empate por 2 a 2 com o Celta, na última rodada realizada neste sábado passado e que deixou o Real Madrid em plena vantagem no Espanhol, cobraram algumas atitudes e mudanças por parte desse - isso sem falar que uma parcela da imprensa e dos torcedores do time aqui em questão passaram a cobrar do clube um treinador com um currículo mais vitorioso.

A batata de Quique Setién está assando e Guardiola poderá aparecer como o grande "salvador" do Barcelona na próxima temporada - façam suas apostas!