Depois de não conseguir reforçar o setor ofensivo nesta última abertura do "Mercado da Balo", que se fechou no último dia 31 de janeiro e apostar em um jogador que já estava "em casa" - aqui falando do atacante Dembélé, o Barcelona comunicou na manhã desta nesta terça-feira que o atacante em questão sofreu uma ruptura completa do tendão proximal do bíceps femoral da coxa direita. O clube também revelou que, em breve, decidirá qual procedimento será adotado com o francês.

Vale lembrar que há três anos, Dembélé sofreu a mesma lesão, porém na coxa esquerda e ficou quatro meses fora dos gramados. Se o tempo de recuperação se repetir, o camisa 11 ficará de fora do restante da temporada 2019/2020. Se não bastasse esse problema, o clube catalão apostava no atacante para substituir Luis Suárez, que também está lesionado e não deve mais voltar a atuar na atual temporada.

O atacante já se recuperava de problema físico. No final de 2019, Dembélé lesionou a coxa direita contra o Borussia Dortmund e ficou dez semanas fora. Em treinamento na última segunda-feira, o jogador sofreu um desconforto muscular e foi obrigado a deixar a atividade.

Dembélé é atacante do Barcelona.
Dembélé é atacante do Barcelona.

Comunicado Médico:

"Os exames realizados nesta manhã mostraram que o atleta Dembélé teve uma completa ruptura do tendão proximal do bíceps femoral da coxa direita e em breve iremos revelar qual procedimento será realizado para a recuperação do atacante".

Em dois anos e meio de clube, foram 74 jogos para o francês de 22 anos, com 19 gols e 17 assistências.