Pouco aproveitado no Barcelona, Malcom pede para deixar o clube catalão

Alto investimento no atacante brasileiro poderá impedí-lo de rumar a outro clube no "Velho Continente", ainda mais que a direção acredita em seu potencial.

Por
Compartilhe

Com uma transferência polêmica para o Barcelona, com direito a chapéu na Roma, o atacante Malcom que vem sendo pouco utilizado no time catalão solicitou que seja negociado na próxima abertura da janela de transferências, em janeiro.

Pouco utilizado por Ernesto Valverde na equipe titular do Barça, Malcon dos 1260 minutos já disputados pelo clube espanhol nesta temporada, atuou em apenas 25 destes. Adquirido junto ao Bordeaux, da França, o brasileiro custou aos cofres do clube catalão 41 milhões de euros.

Malcom estaria insatisfeito por não estar jogando com regularidade, diz jornal espanhol. Até aqui o atacante vestiu a camisa do Barça por apenas 25 minutos.Malcom estaria insatisfeito por não estar jogando com regularidade, diz jornal espanhol. Até aqui o atacante vestiu a camisa do Barça por apenas 25 minutos.

Porém, Malcon nesta quarta-feira em partida válida pela Copa do Rei da Espanha, contra o León, será titular da equipe pela primeira vez desde que chegou ao clube. A informação é do jornal o “Mondo” e segundo o diário, foi o jogador que pediu pessoalmente ao seu treinador que o deixasse sair do clube na próxima abertura do mercado da bola.

Ainda conforme o periódico espanhol, Ernesto Valverde dificilmente deixará o atacante brasileiro sair, uma vez que segundo ele, está satisfeito com seu trabalho dentro da equipe, mas que vem testando outras opções.

Com constantes convocações por Tite para defender a Seleção Brasileira nos últimos meses, a direção do Barcelona que investiu alto no atacante acredita que ele possa ser muito utilizado por seu treinador nesta temporada – visto a experiência que o clube espanhol teve recentemente com sua defesa, que teve várias lesões e por ter um elenco recheado, não passou por sufoco e assim deseja fazer também no setor de ataque.

 

 

Comentários