Eleito há poucas semanas como novo presidente do Barcelona, Joan Laporta tenta resgatar o espírito vencedor do time catalão e para isso promete reforçar o elenco para a próxima temporada, assim sendo, o Barcelona surge como novo postulante a abrir as portas para Erling Haaland - do Borussia Dortmund, entrando de vez na disputa com Real Madrid e Manchester City.

A informação que aqui trazemos foi dada em primeira mão pelo jornal espanhol "Sport", que inclusive apresenta o plano do clube catalão para conseguir convencer o jovem atleta a aceitar defender as cores do time. De acordo com o mesmo, o novo presidente do "Barça" vem mantendo contato pessoal com pessoas próximas ao atleta em destaque, entre eles o empresário Mino Raiola, que comanda a carreira do jovem norueguês.

Muita "grana" nesse negócio

Com contrato válido até junho de 2024 com o clube alemão, a direção do Barcelona sabe que para derrotar os demais concorrentes na busca por Haaland terá que investir pesado, aonde segundo as últimas informações vindas de Dortmund, o clube interessado no jovem atacante terá que desembolsar pelo menos 100 milhões de euros - algo em torno de R$ 657 milhões na cotação atual.

Barça Corporate

Sabendo dessa exigência por parte do Borussia Dortmund, os dirigentes do Barcelona estudam a venda da "Barça Corporate" por 200 milhões de euros, o que daria sustentação para esses ir em busca de nomes fortes para reforçar o elenco na temporada 2021/2022. Por último e não menos importante, Laporta também espera que o Barcelona consiga recursos com vendas de seus atuais jogadores, entre eles está à possível saída de Griezmann e Dembèlé, reduzindo assim a sua folha salarial e abrindo caixa para a chegada de outros nomes, como o de Erling Haaland; a grande esperança do Barcelona.