Ainda sem receber? Sim, Quique Setién demitido em agosto de 2020 do cargo de treinador do Barcelona, segue sem receber nenhuma indenização pela quebra de contrato e por conta disso afirmou nesta semana que irá aos tribunais cobrar o clube catalão.

A informação é da rádio "Cardena SER", que diz que o Barcelona está preparado para se defender, com questionamento sobre atitudes e capacidade do espanhol em orientar a equipe.

Barcelona afirma ter pago o último mês de salário

Na reportagem, o Barcelona afirma ter pago a Quique Setien o mês do qual não fora pago e que não há mais previsões para pagamentos sobre esse tema. Porém, no dia 17 de setembro de 2020, Setien anunciou que processaria seu antigo clube, onde em nota, o profissional em questão alega não ter recebido os encargos devidos pelo clube.

Quatro milhões de euros

O ex-comandante técnico dos catalães pede 4 milhões de euros brutos que teria ainda de direito em seu contrato. No dia 1º de dezembro, a rádio "Catalunya" afirmou que Setién processou o Barcelona por quebra de contrato, onde ele teria afirmado que os montantes acordados não haviam sido pagos.

Essa questão então deverá ser resolvida nos tribunais, no entanto, não tem uma data certa para ser definida. Aguardemos!