Ricardo Oliveira está livre de seu contrato com o Atlético-MG. O atacante de 40 anos alega o não pagamento de cinco meses de salários, desta forma, ele conseguiu decisão favorável - ainda que provisória, na Justiça do Trabalho.

A decisão que o liberou de seu vínculo com o clube mineiro foi concedida nesta última quinta-feira - lembrando que o jogador tinha contrato com o Atlético-MG válido até dezembro deste ano.

Ricardo Oliveira por conta desses atrasos salariais está sem se apresentar no clube desde maio deste ano. Assim sendo, ele vem mantendo sua forma física em São Paulo, onde espera nos próximos dias encaminhar um acerto com outra equipe, que poderá ser o Santos, segundo informações da rádio mineira "Itatiaia".

Ainda de acordo com a referida rádio, o jogador cobra do Atlético-MG uma ação trabalhista no valor de R$ 3,7 milhões - no entanto, o clube mineiro pode recorrer da decisão.

Nos últimos dias, a direção do "Galo" chegou a propor um parcelamento da dívida, mas a proposta não foi aceita por Ricardo Oliveira - uma vez que esse não faz parte dos planos de Jorge Sampaoli, assim como também os seguintes atletas: Franco Di Santo, Clayton, Ramón Martínez, Lucas Hernández e José Welison.

Ricardo Oliveira que ainda não pensa em pendurar suas chuteiras e sonha com uma volta a Vila Belmiro para defender o Santos, chegou ao Atlético-MG no final de 2017 para substituir Fred - que deixou o "Galo" rumo ao Cruzeiro.