Na sequência de inúmeros artigos que estamos trazendo até você neste momento de dificuldades que nosso país e o planeta atravessa por causa da pandemia causada pela "COVID-19", traremos agora um pouco mais da história do futebol brasileiro, com os cinco melhores goleiros que passaram pelo Atlético-MG - o primeiro campeão brasileiro dos tempos modernos.

Com ídolos como Dadá Maravilha, Toninho Cerezo, Éder Aleixo, Marques e outros; entre esses também estão ídolos que defenderam o "Galo Mineiro" debaixo das traves, uma vez que todo grande time inicia por um grande guarda-metas. Desta forma, listaremos agora sem ranking e sem ordem de preferência, os cinco melhores jogadores da posição na história do clube alvinegro de Minas Gerais:

Os cinco melhores goleiros do Atlético Mineiro

Kafunga

Olavo Leite de Bastos - ou simplesmente Kafunga, é o goleiro que mais tempo defendeu o Atlético Mineiro de forma consecutiva, permanecendo da "Cidade do Galo" entre os anos de 1935 a 1954, com 335 jogos disputados. Neste período, o arqueiro ajudou o time a conquistar dez títulos estaduais, tendo conquistado em 1950 o título individual de "Campeão do Gelo".

Kafunga, o Homem de gelo - imagem: arquivo histórico da internet
Kafunga, o "Homem de gelo" - imagem: arquivo histórico da internet

João Leite

Leite é o recordista em partidas pelo "Galo Mineiro", com 684 partidas defendidas com a camisa do clube mineiro, entre os anos de 1976 a 1992. Além disso, ele também é o recordista dentro do time com o maior número de títulos conquistados - onze. No ano de 1979, João Leite conquistou a "Bola de Prata" da revista Placar pelo Campeonato Brasileiro daquele ano, onde 13 anos mais tarde, fecharia com "chave de ouro" a sua passagem pelo Atlético-MG com o título da Copa Conmebol de 1992.

João Leite - imagem: terra.com.br
João Leite - imagem: terra.com.br

Taffarel

Mesmo tendo uma passagem pelo clube aqui em questão um pouco irregular, o goleiro "Tetracampeão" pela Seleção Brasileira conseguiu estar entre os cinco melhor da posição neste ranking, muito pelas conquistas no "Galo". Taffarel ajudou o Atlético a conquistar dois títulos de peso: a Copa Centenário de 1997 e a Copa Conmebol, no mesmo ano. É dele a quarta posição no ranking de goleiros com maior número de partidas pelo time aqui em questão. O arqueiro gaúcho ainda ajudou o clube mineiro a conquistar o título estadual de 1995.

Sai que é sua Taffarel; o grito mais ouvido por Galvão Bueno - Imagem: internet
"Sai que é sua Taffarel"; o grito mais ouvido por Galvão Bueno - Imagem: internet

Velloso

Depois de vários anos defendendo o Palmeiras, Velloso acabou perdendo espaço para um jovem - o mesmo era nada mais, nada menos que o pentacampeão Marcos, que mais tarde ficaria conhecido no "Alviverde" como "São Marcos". Desta forma acabou se transferindo para o Atlético Mineiro, para ser o dono da "camisa 1", que ficaria vaga com a saída de Taffarel. Pelo clube ele disputou 231 partidas ao longo de cinco temporadas, onde conquistou um título - o de Campeão Mineiro de 2000. Velloso conseguiu se destacar em um clube que nesse período teve pouco investimento e títulos.

Velloso - goleiro com passagem em ano complicado pelo Galo Mineiro - imgem: Youtube
Velloso - goleiro com passagem em ano complicado pelo Galo Mineiro - imgem: Youtube

Victor

O atual goleiro do time é considerado por todos como o "maior" até aqui. "São Victor" como é reconhecido pelo torcedor, é lembrado pelos "milagres" que realizou na campanha do título inédito da Libertadores de 2013. Sendo ele um dos grandes responsáveis pela conquista do maior título do Atlético-MG em sua história. Além disso, é um dos goleiros com mais tempo de "casa", estando à frente do time em sua nona temporada, com mais de 400 jogos vestindo a camisa do alvinegro.

São Victor na Libertadores - imagem: internet
São Victor na Libertadores de 2013 - imagem: internet

Se gostou desta matéria sobre o Atlético-MG, compartilhe e não esqueça de nos seguir nas redes sociais e também de acompanhar nossas notícias diariamente em nosso site.