Fechado com o Atlético-MG, Alexandre Mattos está muito próximo de ser confirmado oficialmente como novo diretor de futebol do "Galo" - a oficialização só deverá ocorrer com o retorno do presidente Sérgio Sette Câmara, que está em viagem. O profissional em questão irá assinar vínculo com o clube mineiro até dezembro de 2021.

Mattos chega justamente no último ano de gestão do atual presidente, onde neste seu último ano a frente do Atlético Mineiro, resolveu abrir os cofres, contar com parceiros e investir pesado na busca de coisas boas no Brasileirão - única competição que resta para 2020 - além claro, do Campeonato Mineiro.

E se aqui o "sonho" do "Galo" é o Brasileiro, está ele então trazendo o nome certo para junto de si - Alexandre Mattos possui quatro conquistas da "Série A" em seu currículo (sendo dois pelo Cruzeiro e dois pelo Palmeiras). Se não bastasse isso, o "novo" dirigente atleticano conta com uma estatística invejável: o profissional foi campeão brasileiro por todos os clubes que assumiu o papel de diretor de futebol.

Alexandre Mattos chega ao
Alexandre Mattos chega ao "Galo" com a missão de conquistar o Brasileirão.

Tendo iniciado sua carreira no América-MG, em 2011, Alexandre Mattos em 2012 assumiu a pasta de diretor de futebol no Cruzeiro, onde alcançou a "glória", com os títulos do brasileiro de 2013 e 2014 e com isso se credenciando a seguir para outros gigantes do Brasil, vindo então a assumir a mesma pasta no Palmeiras.

Pelo "Verdão", Alexandre Mattos foi campeão da Copa do Brasil em 2015 e do Brasileirão em 2016 e 2018; se consolidando assim como um dos principais diretores de futebol do país. Ao deixar o Palmeiras, resolveu se arriscar fora do país, aceitando o convite do Reading - da segunda divisão da Inglaterra, porém, não conseguiu visto de trabalho para atuar na "terra da rainha" e com isso comunicou nesta última quarta-feira que estava desistindo deste projeto e ficando assim livre para assinar com o Atlético Mineiro - com quem já estava acertado desde a última semana.

Pelo "Galo", Mattos terá a missão de tirar o time mineiro de uma seca incrível no Brasileiro, sendo que o último título nacional conquistado pelo Atlético-MG e também seu único até aqui, foi em 1971.