Depois de ter sido recepcionado com festa no aeroporto em Belo Horizonte, Diego Tardelli foi oficialmente apresentado pelo Atlético-MG na tarde deste domingo. O centroavante, que assinou contrato até o fim do ano - com possibilidade de renovação por mais um ano, esteve no estádio Mineirão para acompanhar a derrota do "Galo" para a Caldense e comentou sobre as dificuldades que teve de se adaptar ao Brasil.

"Vim de uma temporada de quatro anos na China e tomei um choque de realidade das mudanças no Brasil. Isso me deixou um pouco para baixo. Me deixou depressivo, por ter tomado esse choque de realidade. Tive nova adaptação, o que me atrapalhou na passagem pelo Grêmio. Não foi um bom ano, mas serviu de adaptação. Se tivesse ficado, certamente desfrutaria algo melhor no campeonato. Agora volto para casa e tenho certeza que será sucesso", disse.

Diego Tardelli - apresentação no Atlético-MG.
Diego Tardelli - apresentação no Atlético-MG.

Em sua apresentação, o jogador de 34 anos que ajudou o Atlético-MG a conquistar títulos como a Libertadores em 2013, afirmou que sempre manteve contato com o time para voltar "o quanto antes".

"Em 2019, as negociações com o Galo não avançaram tanto. Depois de dois ou três meses (de Grêmio), mandei mensagem para o Domênico dizendo que queria voltar o quanto antes. Aqui tenho uma história e uma identificação e tudo o que eu fiz jamais será apagado", afirmou o camisa 9.

Em suas duas passagens pelo Atlético, Tardelli já soma 102 marcados em 213 jogos. Além do clube mineiro, o atleta também já jogou com as camisas de São Paulo, Flamengo e Grêmio no Brasil.