Mesmo ainda não confirmando de forma oficial a saída do técnico Jorge Sampaoli, o Atlético Mineiro já mira alguns nomes para ocupar a vaga que ficará aberta a partir da próxima sexta-feira e na lista do "Galo" estão nomes como Renato Gaúcho, Cuca, Marcelo Gallardo e Leonardo Jardim, no entanto, dentro do planejado pelo clube mineiro, o atual comandante técnico do Grêmio é o mais cotado para a função.

Até porque Marcelo Gallardo não pensa em deixar o River Plate por outro clube da América do Sul neste momento, enquanto o técnico português - Leonardo Jardim é visto como pouco provável pelas questões financeiras. Cuca, que seria um dos alvos preferidos pela direção atleticana, encontra muita rejeição por parte da torcida e com isso fica distante de um acerto.

Rodrigo Caetano

O diretor de futebol do Atlético-MG em sua última coletiva fora perguntado sobre o assunto, onde disse que o "Galo" não terá pressa para anunciar o novo nome que comandará o time do Atlético-MG a partir da temporada 2021.

"Não seria nem ético. Desde ontem à noite nós estamos discutindo internamente com o presidente e os integrantes do órgão colegiado para traçar o perfil e as possibilidades. Aí sim é meu papel ir ao mercado e conversar com pessoas e os representantes dos técnicos".

Vale aqui ressaltar que manter cautela e frear os "boatos" é do perfil de Rodrigo Caetano, mesmo tendo hoje o técnico Renato Portaluppi como seu favorito. Além dos nomes aqui já citados, outros também estão sendo avaliados, bem como o de Rogério Ceni - do Flamengo.

Rogério Ceni

Rogério Ceni mesmo estando na liderança do Campeonato Brasileiro com o Rubro-Negro e tendo a grande expectativa de levar esse ao "bicampeonato nacional", sofre resistência de boa parte da torcida do "Mengão" e não tem seu nome garantido no clube carioca até mesmo pela direção desse.

Deste modo, Rogério Ceni mesmo tendo contrato com o Flamengo até dezembro deste ano, é hoje um dos alvos atleticanos para assumir o lugar de Jorge Sampaoli que deixará o "Galo" após o término do Campeonato Brasileiro 2020.

Jorge Jesus

Sim, o técnico português, que já comandou o Flamengo, também virou alvo do Atlético Mineiro nos últimos dias, até porque "Míster" pode ser demitido do cargo de treinador do Benfica na próxima semana, aonde não vem realizando um bom trabalho e com isso vem sofrendo grande pressão da torcida e da direção dos "Encarnados", podendo deixar o cargo antes mesmo do final da temporada.