Todos os clubes que disputam a Série A - do Campeonato Brasileiro 2021, menos o Flamengo, participaram de um encontro com a Confederação Brasileira de Futebol através de videoconferência, onde mais uma vez decidiram pelo não regresso dos torcedores aos estádios de futebol; pelo menos neste momento.

Além desta decisão, os mesmos também resolveram entrar em conjunto com uma ação no Superior Tribunal de Justiça Desportiva - STJD contra o Flamengo, na tentativa de derrubar deste o direito de ter torcedores em seus jogos como mandante.

Também ficou acordado entre os 19 clubes presentes nesta reunião que, se algum desses usar uma liminar para ter torcedores nas arquibancadas, a rodada inteira do Brasileirão será suspensa. Um novo encontro para debater sobre o tema foi marcada para o dia 28 de setembro.

Neste mesmo encontro entre os 19 clubes da Séria A - menos o Flamengo, o Atlético-MG comentou que também possui uma liminar que lhe permite contar com a presença dos torcedores nas arquibancadas em jogos como mandante, porém, não irá usá-la porque prefere o entendimento coletivo.

Constrangimento horas antes

Um tempo antes da reunião iniciar , houve um certo constrangimento no grupo de WhatsApp entre os presidentes dos clubes da elite do futebol nacional. Foi quando Rodolfo Landim - presidente do Flamengo compartilhou uma nota oficial explicando os motivos pelos quais não participaria do encontro, sendo cobrado por alguns dirigentes.

Entre os comentários desses pares, o mais efusivo foi: "É assim que se quer falar em Liga? É com essa postura que se prega união dos clubes?".

O Rubro-Negro segundo alguns dirigentes participantes disseram que esse fora duramente criticado, onde não gostaram da atitude de seu presidente, criticando a postura de "jogar sozinho", indo contra qualquer tentativa de criação de uma liga e de união entre as agremiações.